Temos muitos motivos para você se tornar um FRANQUEADO DE SUCESSO! a paixão por churrasco AOS BONS NEGÓCIOS
investimento-branco

INVESTIMENTO

130 a 600mil

faturamento-branco

FATURAMENTO

90 a 240 mil mês

lucro-branco

LUCRO LÍQUIDO

15%

roi-branco

ROI

24 meses

marketing-branco

SUPORTE MARKETING

+ VENDAS

Conheça a franquia que une a paixão por churrasco aos bons negócios

O churrasco é um símbolo da cultura brasileira. É sinônimo de alegria, amizade, celebração, união e move boa parte do valioso mercado do consumo de carne.

Com o propósito de oferecer absolutamente tudo que é necessário para fazer um bom churrasco em um único lugar, nasceu O AÇOUGUE.

Mas não é qualquer açougue. É uma rede de franquias de carnes especiais que tem como objetivo oferecer o que há de melhor em carnes e acompanhamentos.

Conheça quem faz parte
dessa franquia de sucesso!

Mas não é qualquer açougue. É uma rede de franquias de carnes especiais que tem como objetivo oferecer o que há de melhor em carnes e acompanhamentos.

O poder da união do churrasco se faz presente desde a criação da marca que reúne quatro sócios-fundadores de peso e com muita expertise no mundo dos negócios: Marco Souza, idealizador da marca e empresário do ramo alimentício, sua família é proprietária de frigorífico. Bianca Pagani, cofundadora da marca, está a frente de toda operação da loja modelo O AÇOUGUE. Duda Nagle, ator, influenciador digital, empresário e um amante de churrasco. E, por fim, a empresa Sato Rahal, uma das maiores agências de empresariamento artístico do país, que gerencia carreiras de grandes nomes, entre eles o próprio Duda e a Sabrina Sato.

Juntos, eles uniram a paixão por churrasco e o faro para bons negócios e criaram o modelo de franquia O AÇOUGUE para levar seus cortes especiais de altíssima qualidade para mais pessoas.

bianca-oacougue

Bianca Pagani

Fundadora e proprietário da marca O AÇOUGUE. Proprietária da loja Modelo em Perdizes – SP.

duda-oacougue

Duda Nagle

Empresário, Ator e Influenciador. Sócio da Franquia O AÇOUGUE.

marco

Marco Souza

Empresário do ramo alimentício, fundador e proprietário da marca O AÇOUGUE.

karin-oacougue

Karin Sato

Sócio de uma das maiores empresas do Brasil em empresariamento artístico. Sócio da Franquia O AÇOUGUE.

MODELOS DE NEGÓCIOS

Investimento Inicial Previsto

R$ 130.000,00

MODELO DE LOJA 01

  • CARNES PARA CHURRASCO (CORTES ESPECIAIS)
  • EMPÓRIO
  • CERVEJAS

Investimento Inicial Previsto

R$ 350.000,00

MODELO DE LOJA 02

  • CARNES PARA CHURRASCO (CORTES ESPECIAIS)
  • AÇOUGUE DO DIA A DIA
  • EMPÓRIO
  • CERVEJAS

Investimento Inicial Previsto

R$ 660.000,00

MODELO DE LOJA 03

  • CARNES PARA CHURRASCO (CORTES ESPECIAIS)
  • AÇOUGUE DO DIA A DIA
    GRELHADOS
  • EMPÓRIO
  • CERVEJAS

NÚMEROS E CARACTERÍSTICAS

Setor de carnes no Brasil
Consumo brasileiro per capita
ANO 2019

consumo-carne
populacao

CRONOGRAMA DE ATENDIMENTO
ATÉ A CONTRATAÇÃO

CADASTRE-SE

PARA RECEBER NOSSA APRESENTAÇÃO

INFORMAÇÃO É MAIOR INVESTIMENTO

Separamos um material especial, para você saber tudo o que precisa antes de comprar uma franquia.

Lei sobre franquias: principais pontos para os franqueados

Conheça a lei que estabelece as regras entre franqueadores e franqueados

Você sabia que existe uma lei sobre franquias no Brasil? 

Com o intuito de definir quais os requisitos para marcas transformarem-se em uma rede de franchising e estabelecer regras para os contratos celebrados entre franqueadores e franqueados, essa legislação traz mais segurança e amparo jurídico aos envolvidos na negociação.

 

Portanto, se você está interessado em adquirir uma franquia, a recomendação é dedicar um tempo para conhecer a fundo essa lei. Ainda mais agora que foi atualizada. 

A princípio, a lei de franquias foi sancionada em 1994. Mas, recentemente, no final de 2019, passou por alterações que já estão em vigor desde março de 2020, transformando-se na Lei 13.966/19. 

Com a finalidade de trazer mais detalhamento, as mudanças são benéficas para o franqueado, pois evidenciam quais informações sobre o negócio o franqueador deve passar antes do contrato ser assinado, na Circular de Oferta de Franquias.  

Ainda não sabe o que é Circular de Oferta de Franquias? Fique tranquilo! Vamos explicar esse e outros pontos da nova lei.

Assim, trazemos aqui um resumo dos principais pontos de interesse aos franqueados. Confira!

O que define uma franquia perante a lei?

 

O primeiro artigo da nova Lei sobre Franquias esclarece o que de fato consiste em uma franquia:

“Art. 1º  

Esta Lei disciplina o sistema de franquia empresarial, pelo qual um franqueador autoriza por meio de contrato um franqueado a usar marcas e outros objetos de propriedade intelectual, sempre associados ao direito de produção ou distribuição exclusiva ou não exclusiva de produtos ou serviços e também ao direito de uso de métodos e sistemas de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvido ou detido pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem caracterizar relação de consumo ou vínculo empregatício em relação ao franqueado ou a seus empregados, ainda que durante o período de treinamento.”

Então, pela descrição acima, a Lei de Franquias deixa bem claro a diferença entre licença de uso de marca e franchising. 

Em outras palavras, ao adquirir uma franquia você não adquire apenas o direito de usar a marca como bem entender. 

Primordialmente, o franqueado deve seguir uma série de regras, desde o layout arquitetônico da loja até o pagamento de royalties — todas descritas detalhadamente na COF e no contrato. Enquanto o franqueador deve disponibilizar todo o aparato necessário para que isso aconteça.

Além disso, note também que a relação entre franqueador e franqueado não caracteriza vínculo empregatício nem relação de consumo. Portanto, leis trabalhistas (CLT) e o Código de Defesa do Consumidor não podem ser usadas como respaldo jurídico.

O que é Circular de Oferta de Franquias (COF)?

 

Antes de assinar o contrato de compra de uma franquia, a COF é o documento mais importante para o futuro franqueado.

Mas, afinal, o que é COF? 

A Circular de Oferta de Franquias é o documento que o franqueador deve enviar ao franqueado, no mínimo, 10 dias antes da assinatura do contrato. 

A COF deve conter todas as informações sobre o negócio necessárias ao candidato.

Na Lei de Franquias, é o Artigo 3º que trata sobre quais informações devem constar obrigatoriamente no documento. 

Por exemplo, deve constar: o histórico da franquia, balanços e demonstrações financeiras da franqueadora nos últimos 2 anos, perfil do franqueado ideal, total estimado do investimento inicial, royalties, taxa de publicidade e supervisão da rede, entre outras. 

Além disso, é obrigatória a inclusão dos modelos do contrato-padrão e do pré-contrato de franquia, com os respectivos anexos e prazos de validade. 

Em outras palavras, a COF é como se fosse a proposta extremamente detalhada do franqueador ao franqueado. 

Dessa forma, garante-se ao franqueado todas as informações necessárias para avaliar e decidir pela assinatura (ou não) do contrato de compra.

Nova Lei de Franquias: o que mudou na Circular de Oferta de Franquia

 

Com a mudança recente na Lei de Franquias, o Artigo 3º sofreu alterações e ficou mais completo. 

Veja as novas informações exigidas para a COF:

  • Contato dos franqueados: lista com contato de todos os atuais franqueados da rede e daqueles que a deixaram nos últimos 24 meses;

 

  • Regras de concorrência: explica as principais regras de concorrência da rede; 

 

  • Valores de investimento: estimativa de todos os valores de investimento com os quais o franqueado deve arcar; 

 

  • Treinamento: especifica os treinamentos, durações, conteúdos e custos;

 

  • Questões de sucessão: esclarece se é possível transferir o contrato e quais as regras a serem seguidas;

 

  • Atribuições ao contrato: trata da validade do contrato e quais procedimentos em caso de prazo determinado, além de punições se não forem cumpridos;

 

  • Estabelecimento de cotas: informa se há cotas mínimas de compras e em quais situações o investidor poderá recusar a cota;

 

  • Conselhos ou associações: estipula se a rede detém um conselho ou associação de franqueados.

 

É bastante coisa, não? Mas aproveite, pois conhecer a Lei de Franquias ajuda a fechar negócio com mais segurança.

Por fim, o grande objetivo da Lei sobre Franquias é garantir que os negócios sejam fechados e mantidos com transparência e garantias para ambas as partes. 

Nesse sentido, o fato da lei ter passado por recente atualização mostra que o mercado de franchising no Brasil continua avançando e se profissionalizando cada vez mais.

Portanto, se você está pensando em comprar um franquia, a principal dica é estudar sobre o assunto e conhecer a Lei de Franquias. 

Caso queira, você pode ler a lei atualizada na íntegra no site do Planalto.

Franquia de carnes: o melhor negócio para quem é apaixonado por churrasco

Já pensou em transformar a paixão por churrasco e carnes nobres em um negócio lucrativo?

Certamente o conselho que estamos acostumados a receber é não misturar negócios com prazer. Mas será mesmo que essa combinação não funciona? 

Embora o senso comum tenha uma certa razão, alguns empreendedores têm provado o contrário. São aqueles apaixonados pelo mundo do churrasco e que inovaram ao abrir uma franquia de carnes nobres. 

O sucesso desse tipo de negócio mostra que quebrar regras, nesse sentido, tem dado bastante certo. 

Acima de tudo, os números do setor não deixam dúvidas do retorno garantido e o consumo de carne no Brasil segue firme entre os maiores do mundo. 

Então, por que não aproveitar?

De fato, as franquias de carnes nobres estão em alta. Com lojas que oferecem cortes diferenciados, procedência certificada e tudo mais que um público exigente precisa para tornar a experiência gastronômica aindado churrasco ainda mais especial.

Para que não reste dúvidas de que é um bom negócio, vamos explicar os diferenciais de uma franquia de carnes nobres, como está o cenário brasileiro de franchising e do consumo de carne. 

Por fim, conheça O Açougue, uma marca desse segmento em franca expansão.

Produtos Carneshurrasco de qualidade: os diferenciais de uma franquia de carnes nobres

 

As franquias de carnes nobres também são conhecidas como boutique de carnes, pois são diferentes de um açougue comum. Só para exemplificar, esse A franquia O Açougue além de você encontrar carnes de consumo para o dia a dia, irá encontrar também todos os tipos de carnes nobres, empórios e utensílios para churrasco.é o caso da franquia O Açougue.

A franquia faz parte de um mercado premium e foi criada para atender — e superar — as expectativas de churrasqueiros exigentes que buscam qualidade, atendimento e sabor diferenciados. 

Sem dúvida, tais características dificilmente são encontrados em mercados que costumam frequentar no dia a dia. 

As grandes estrelas desse modelo de negócio são os cortes especiais como Angus, Dry Aged e Wagyu. Com o propósito de atrair o paladar de um público determinado a investir em qualidade para dar um upgrade em seu churrasco.

Além de cortes finos, acontece também a venda dos cortes mais conhecidos, como aves, linguiças, cordeiro e suínos. Porém, todos de altíssima qualidade e procedência verificada. 

Com o intuito de completar a experiência gourmet, também há a venda dos acompanhamentos ideais: queijos, especiarias, cervejas artesanais, vinhos importados, utensílios, entre outros.

No Brasil, a procura por tais produtos vêm crescendo. Por consequência, nas redes de franchising o setor de alimentação apresenta o segundo maior faturamento no Brasil. 

Para ilustrar melhor o sucesso da franquia de carnes especiais, confira alguns dados a seguir.

Números e características do setor de franquia de carnes no Brasil

 

Que o churrasco é um costume enraizado na cultura brasileira todo mundo sabe. Mas o que poucos conhecem são os números surpreendentes do consumo de carne no país. 

Segundo dados da Embrapa, em 2019, o consumo brasileiro per capita foi de 15,3 kg para suínos e 39 kg bovinos. 

Ou seja, o brasileiro consome aproximadamente 40 kg de carne por ano! Atualmente já passamos dos 211 milhões de brasileiros. Assim, não precisamos nem mesmo terminar a conta para constatar o grande valor desse mercado.

Tanto consumo garante ao Brasil sempre o primeiro ou segundo lugar no ranking mundial dos maiores consumidores de carne. 

Além disso, também somos um dos maiores produtores e exportadores de carne bovina do mundo.

Nesse sentido, outro dado relevante levantado em um estudo do  Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), em parceria com a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), aponta que o consumo de carne bovina no Brasil cresceu 14% nos últimos 10 anos. 

Em outras palavras, o consumo é enorme e continua aumentando. Desse modo, beneficia a abertura de negócios inovadores no setor como as franquias de carnes especiais.

Agora especificamente sobre a tendência de consumo de cortes finos, já em 2017 o Brasil importava 1.100 toneladas de cortes especiais dos Estados Unidos e da Austrália — o equivalente a 30 mil bois por mês. 

De lá para cá, a produção nacional cresceu, assim como a procura por alimentos de qualidade. Segundo levantamento do Projeto Carne Angus,  a produção e a venda de carnes nobres cresce ano após ano a uma taxa média de 20% ao ano.

A boutique de carnes O Açougue

Um ótimo exemplo de negócio promissor é a franquia de carnes nobres O Açougue. 

Fazendo a ponte entre os dados positivos das franquias de alimentação no país e a crescente demanda por produtos diferenciados, a marca está em franca expansão.

Além da loja física localizada em São Paulo, no bairro Perdizes, também oferece ao seu público premium a comodidade de comprar sem sair de casa por meio do e-commerce. 

Se antes comprar pela internet já era um diferencial, hoje, com o atual cenário, é uma necessidade. Como resultado, consegue manter o crescimento mesmo em um momento de incerteza na economia.

Hoje O Açougue está em busca de novos franqueados que queiram empreender unindo a paixão por churrasco e lucratividade. Então, se você é apaixonado por churrasco e quer investir em um negócio testado e comprovado, entre em contato conosco!

Como comprar uma franquia de sucesso: 5 dicas fundamentais para se planejar

Existem muitas formas de empreender e ser dono ou dona do próprio negócio. Comprar uma franquia é uma delas.

Neste post vamos explicar os passos indispensáveis para avaliar as opções do mercado e entender como comprar uma franquia de sucesso. 

Para que a escolha seja certeira, é importante que sua futura empresa faça sentido para você não só como Pessoa Jurídica, mas também como Pessoa Física. 

Afinal, conforme veremos a seguir, há muito mais que se considerar do que apenas o investimento inicial da aquisição.  

Mas, antes de mais nada, vale esclarecer o que é exatamente uma franquia.

Como comprar uma franquia: as regras do jogo

Em resumo, trata-se de um modelo de negócios baseado na relação entre o franqueador, que é o proprietário da marca que optou por expandir seu negócio através de franquias, e o franqueado, que é quem compra os direitos de abrir uma loja, neste caso, você.

Dessa forma, ao adquirir uma franquia, você compra o direito de usar uma marca já consolidada no mercado e deve seguir o padrão do serviço ou do produto descrito no contrato. Além disso, recebe todo o apoio em tecnologia e treinamentos por parte do franqueador.

Vale ressaltar também que no Brasil é um modelo de negócio regulamentado e amparado pela Nova Lei de Franquia (Lei n.° 13.966/2019), recentemente sancionada. Em outras palavras, as regras do jogo entre franqueador e franqueado são bem definidas.

Por isso, se você deseja empreender, mas não quer construir uma marca do zero, saber como comprar uma franquia é uma ótima opção. Você terá o apoio e a confiança de um negócio que já foi testado e comprovado, com uma marca reconhecida e que pode chegar ao ponto de equilíbrio muito mais rápido.

Dicas sobre como comprar uma franquia

Ter dinheiro para investir é fundamental, mas a força de vontade também é um fator determinante.

Confira a seguir as dicas para saber como comprar uma franquia de sucesso e comece a se preparar desde já.

1. Conheça seu perfil e analise o mercado para escolher seu setor

Atualmente no Brasil existem diversos setores de franquias e, para cada segmento, encontram-se opções baratas, com baixo investimento inicial, e outras mais caras. 

Porém, decidir o setor apenas considerando o valor do investimento inicial é um erro muito comum. Portanto, para acertar na decisão, é muito importante buscar dados que confirmem que determinado setor está em alta e que deve permanecer assim nos próximos anos. 

Acima de tudo, lembre-se que comprar um franquia é um investimento a longo prazo. Para se ter uma ideia, dentre os setores que mais crescem no Brasil nos últimos anos, Alimentação está entre sempre os primeiros.

Além disso, também é interessante considerar suas preferências pessoais. Afinal, se você for empreender em um setor que não tem a mínima afinidade, qual será a sua motivação para lidar com isso todo santo dia? 

Empreender, mesmo sendo dono de franquia, é muito desafiador. Então, por que não escolher um setor que te faça trabalhar com paixão? 

Por exemplo, se você é apaixonado por churrasco e cerveja pode conhecer a franquia O Açougue 😉

2. Pesquise muito sobre tudo que envolve a franquia (tudo mesmo)

Mesmo que você não esteja pensando em comprar uma franquia tão cedo, quanto antes você começar a estudar sobre as marcas que despertam seu interesse, mais informações você terá para tomar a melhor decisão. 

Esse acompanhamento pode ser vantajoso para ter uma visão realista da marca, se ela realmente consolidada, se está entregando o que promete e se os resultados positivos se mantém ao longo do tempo.

Por isso, busque uma franqueadora de confiança e pesquise como funciona na prática. Converse com atuais e ex-franqueados, visite as lojas e tire todas as suas dúvidas. 

Principalmente, conheça o histórico do franqueador e preste bastante atenção em como é o relacionamento nessa fase de “namoro”. Assim, você poderá sentir se ele entregará tudo que está no contrato. 

3. Vire um expert no mercado escolhido

Até aqui você já deve ter percebido que estudar a fundo suas opções é a chave para fazer boas escolhas, não é?

Nesse sentido, cada setor possui particularidades e desafios — e só consegue bons resultados quem empreende consciente dessas características e sabe como lidar com isso. 

Por isso, além de estudar e acompanhar as marcas franqueadoras, o segmento do mercado que estão inseridas (incluindo sua concorrência), também devem ser objeto de análise.

Isto é, acompanhe as notícias do setor, participe de eventos, siga especialistas da área, leia livros e consuma todo tipo de conteúdo que pode indicar se esse segmento é realmente um bom negócio. Conhecimento é poder — e poder de fazer uma ótima escolha.

4. Entenda o investimento real para começar 

Outro erro comum de iniciantes no mercado de franquias é acreditar que precisam juntar apenas o equivalente ao valor da compra da franquia para começar o negócio. 

Na prática, vai além disso. Você precisará de mais dinheiro para o capital de giro (recurso para bancar a operação), pois como qualquer outra empresa, leva-se um certo tempo para gerar lucro. Aliás, cabe ao franqueador ser transparente sobre o tempo que a franquia levará para começar a lucrar.

Por mais que seja tentador, a dica de especialistas é não investir todo seu dinheiro de uma vez. Assim, você terá uma quantia para ter estabilidade nos primeiros meses. 

Para chegar a um número de quanto precisa guardar, é importante dimensionar o investimento e considerar todos os custos e despesas, além de possíveis imprevistos.

Além disso, para evitar passar perrengue, o ideal é que sua renda não dependa da franquia nos primeiros meses.

5. Aprenda sobre administração para ser um bom gestor

Como falamos no início do texto, comprar uma franquia é empreender — e todo empreendedor precisa entender sobre administração de empresas. 

Por isso, muito além do setor e da marca, você deve estudar sobre como gerenciar seu negócio. Não precisa entrar em desespero e se matricular em uma faculdade. Não precisa, mas se quiser, pode. 

Brincadeiras à parte, felizmente, existe muito conteúdo online para empreendedores que estão começando. Se esse for o seu caso, use e abuse!

Ao estudar administração de negócios, você vai entender vários conceitos — inclusive alguns apareceram aqui —,  como capital de giro, ponto de equilíbrio, custos e despesas, entre outros essenciais para ter um negócio saudável. 

Deu para perceber que mesmo um franqueado tendo bastante apoio do franqueador, é preciso estudar e ter bastante conhecimento. 

Pois é, ninguém falou que seria fácil aprender como comprar uma franquia de sucesso! Mas a boa notícia é que tudo que colocamos aqui já pode ser colocado em prática. 

Portanto, esteja você pensando em comprar uma franquia em breve ou no futuro, as informações que você precisa estão circulando por aí, apenas esperando você ir até elas. Então, bora arregaçar as mangas e dar o seu primeiro passo!